É mentira que a Petrobras precisa vender seus ativos para pagar dívidas

❎ A Petrobras NÃO precisa vender seus ativos (empresas, refinarias, campos de petróleo, indústrias, usinas etc.) para pagar dívidas.

👉 Em setembro de 2020, sua dívida líquida estava em R$ 373,5 bilhões.  Mas, ela pode ser quitada somente com recursos vindo das próprias atividades da estatal, a médio e longo prazos – para você ter uma ideia, em apenas 3 meses a dívida caiu 4,2% (era R$ 390 bilhões, em junho de 2020).

✅ Essa dívida foi feita para que o Brasil pudesse explorar o Pré-sal – que começou a produzir em 2008, tem os poços mais produtivos do mundo, e é a maior província petrolífera mundial descoberta nos últimos 50 anos!

Esse investimento fez a produção brasileira saltar de 1,6 milhão de barris de petróleo por dia (bpd), em 2010, para 2,9 milhões por dia em 2020.

😲 Somando petróleo e gás, a Petrobras atingiu um recorde: 3,74 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d).

É por isso que, em 2020, a Petrobras teve lucro de R$ 7 bilhões mesmo em meio à pandemia de Covid-19 (que derrubou fortemente o consumo de combustíveis, afetando quase todas as petrolíferas do planeta).

💪 Foi com esse lucro que a estatal ajudou o país a se sustentar em meio à crise econômica (agravada pela pandemia), e é graças ao investimento no Pré-sal que a situação do Brasil não está pior.

😊 Ela é perfeitamente administrável, não é preciso vender seus ativos (como sua refinaria mineira, a REGAP), e o povo também não precisa desembolsar nenhum centavo para isso.

#PrivatizarFazMalAoBrasil #PetrobrasFicaEmMinas #Petrobras #PetrobrasFica #OPetróleoÉNosso #DefendaAPetrobras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *