🚨 A crise de falta de oxigênio em Manaus, capital do Amazonas, poderia ter sido evitada se uma fábrica da Petrobras não tivesse sido fechada, por escolha do Governo Federal.

Veja⤵

➡ O consumo de oxigênio em Manaus é de cerca de 76 mil m³ por dia

➡ A Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen-PR) tinha potencial de produção de 360 mil m³ de oxigênio por dia. Ou seja, quase 5⃣ vezes mais que a demanda de Manaus

Ela já possuía os recursos técnicos e insumos para a produção de oxigênio hospitalar (a partir de uma modificação na planta de separação de ar). Logo, não haveria demora ou dificuldade para socorrer a população amazonense e de outras regiões do Brasil

😢 Contudo, ela não pode mais cumprir sua missão estatal de cuidar do povo e do nosso país, porque entrou na lista de desinvestimentos do governo Bolsonaro e foi fechada em janeiro de 2020.

Com esse fechamento, mais de 900 funcionários foram demitidos no Paraná, a crise do oxigênio em Manaus não pôde ser evitada e muitas vidas não puderam ser salvas (vitimadas pela Covid-19).

✊ Manter a Petrobras estatal não é uma questão ideológica. É uma luta que pode salvar vidas.

E você pode nos ajudar nessa batalha: #PetrobrasFicaEmMinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *