👏 O controle estatal do petróleo é essencial para o desenvolvimento social e o bem-estar do povo.

🇳🇴 Veja o caso da Noruega⤵

➡ Já esteve entre os países mais pobres da Europa (século XIX)

➡ Descobriu o petróleo há pouco mais de 40 anos

➡ Criou fundos estatais com as receitas da atividade petrolífera, para financiar serviços públicos

➡ Hoje, é o país com a melhor qualidade de vida do mundo, a maior renda por pessoa, e líder no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

 

🇦🇪 Os Emirados Árabes Unidos tem uma história parecida⤵

➡ Criaram uma estatal petrolífera para gerar desenvolvimento econômico e social

➡ Graças ao petróleo, se tornaram um dos países com maior renda per capta do mundo

➡ Apesar de terem população equivalente a 5% da brasileira, produzem a mesma quantidade de petróleo por dia que o Brasil (cerca de 3 milhões de barris)

➡ Nos últimos anos, deram saltos imensos no IDH, ficando em torno da 30ª colocação

➡ Junto com o desenvolvimento econômico está vindo o desenvolvimento social, com ampliação de direitos da população

 

🔺 Minas Gerais não é um país, 😅 mas pode seguir esses excelentes exemplos, afinal⤵

➡ A REGAP (refinaria mineira da Petrobras) é a maior contribuinte de ICMS do estado, e de Betim, onde está instalada

➡ Todos os anos, repassa quantias bilionárias aos cofres públicos, que financiam serviços públicos para os mineiros

➡ É o maior motor para o desenvolvimento de Minas, o que tornou nosso estado fundamental para a economia do país

 

Dos 🔟 países que mais produzem petróleo no mundo, 9️⃣ mantém o controle estatal do setor, com empresas que estão entre as que mais crescem no planeta, ampliando o refino e diversificando suas atividades.

🙌 Ou seja, com o controle estatal da REGAP, Minas pode sobreviver às crises e prosperar ainda mais!

😰 Mas, se ela for vendida pelo governo Bolsonaro, nosso ciclo de prosperidade será interrompido e dificilmente atingiremos índices maiores de qualidade de vida.

✊ Ajude-nos a lutar contra a privatização: #PetrobrasFicaEmMinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *